Alunos de Artes Visuais expõem na Junta de Freguesia de Nossa Senhora de Fátima

Publicado em quinta, 15 novembro 2018, 11:30

 

Foi inaugurada no dia 9 de novembro, pelas 17h00, na galeria de Junta de Freguesia da Zona Norte do Entroncamento, a exposição coletiva intitulada “Retratos de Hoje, Escritores de Sempre”, da autoria dos alunos que no ano letivo transato frequentaram o 10º ano do Curso Científico-Humanístico de Artes Visuais.

A exposição representa o trabalho desenvolvido na disciplina de Desenho A, lecionada pelo Prof. Álvaro Santos, referente à unidade de trabalho “O Alto Contraste”, que teve justamente como objetivo principal criar imagens de alto contraste, indutoras da perceção de contornos ilusórios, traduzindo uma imagem fotográfica, constituída por uma gama completa de valores lumínicos, em duas imagens formadas apenas por áreas de cor selecionadas.

A unidade desenvolveu-se com o objetivo de criar e expor os trabalhos subordinados à temática da exposição, resultante da articulação disciplinar com as disciplinas de Português, Matemática e Geografia, e em que participaram ainda os alunos do 10º ano Curso de Ciências Socioeconómicas.

Foram realizados estudos sobre cada um dos escritores selecionados, dos quais resultaram as sínteses biográficas que acompanham os retratos em exposição. A seleção dos escritores retratados seguiu de perto aqueles que constam no programa de Português do 10º ano e são recomendados pelo Plano Nacional de Leitura. Apenas dois não são de língua portuguesa: Richard Zimler e Jonathan Swift, o célebre autor das “Viagens de Gulliver”; dos restantes, a maioria são portugueses (Camões, Eça de Queirós, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Sophia, Manuel da Fonseca, Maria velho da Costa e Almeida Faria), havendo ainda retratos do angolano Ondjaki (o mais novo de entre os representados) e da brasileira de origem ucraniana Clarice Lispector. 

Na ocasião, intervieram o anfitrião da exposição, Dr. Ezequiel Estrada, a Diretora do Agrupamento, Prof.ª Filomena Pereira, e o Prof. Álvaro Santos. Foi justamente salientado que a interação da escola com o meio, de que esta exposição é exemplo (aliás, na sequência de outras já realizadas), aproveita tanto aos estudantes como à comunidade e às suas instituições, que se assim se abrem a um mais profundo conhecimento mútuo. Os jovens autores apresentaram entretanto as suas obras, referindo as dificuldades sentidas e a experiência estética que o fazê-las lhes proporcionou.

A exposição está patente até ao próximo dia 23 de novembro, de segunda a sexta, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.

Visitas: 135